A alegria não chega apenas no encontro do achado, mas faz parte do processo da busca. E ensinar e aprender não pode dar-se fora da procura, fora da boniteza e da alegria. Paulo Freire

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Relatório da Aula de Campo - Edificações

Neste relatório vou apresentar os fatos que se sucederam na aula de campo que a professora passou, explicando um pouco de alguns pontos que visitamos e falar um pouco sobre a história de cada um. A aula de campo aconteceu em Nova Olinda-CE. O relatório a seguir é um resumo de um trabalho, uma aula de campo realizada em Nova Olinda-CE, visitando alguns pontos da cidade, aí vai um roteiro dessa aula.

Sobre os pontos, visitamos três pontos: A fundação Casa Grande, Espedito Seleiro e o Museu Casa de Antônio Jeremias Pereira.

O primeiro a ser visitado foi a Fundação Casa Grande, o Memorial do Homem Kariri. É uma organização não governamental, cultural e filantrópica criada em 1992, com sede na cidade de Nova Olinda. Sua criação se deu a partir da restauração da primeira casa da fazenda Tapera, hoje cidade de Nova Olinda, ponto de passagem da estrada das boiadas que ligava o Cariri ao Sertão dos Inhamuns, no período da civilização do couro do século XVII.

Na aula de campo fomos guiados por algumas crianças que falaram a respeito da história da Casa Grande e nos mostraram as partes da casa, como era no tempo passado antes de ser restaurada em 1992 por Alemberg Quindins e Rosiane Limaverde. Direcionados pelos pequenos guias encontramos na entrada da casa (museu) a sala do coração de Jesus, depois o quarto de Miguel como a segunda sala, em sequência a terceira sala, fica como a sala de jantar, a quarta sala era o quarto de Dona Santana (arte rupestre), lá encontramos vasilhas de cerâmica, imagens de objetos antigos e cacos de panelas encontradas em terras indígenas; por último a sexta sala, que era a escolinha de Niêta. Ao finalizar visitamos o teatro da Casa Grande, ouvimos um pouco da sua história e concluímos que a Fundação Casa Grande é um lugar extremamente preservado e muito importante para as pessoas, não apenas a população da cidade, mas para outras pessoas de fora que se interessem pela sua história.

Ao sair da Casa Grande visitamos o museu e a loja do senhor Espedito Seleiro, o artesão que há várias décadas mantem a tradição que o ajudou até hoje a manter a sua família, e como hoje ele é tão conhecido. A sua tradição e o seu talento se espalhou por diversos lugares.  Hoje não apenas a sua loja, mas também o seu Museu que se chama “Museu do Ciclo do Couro” são bastantes conhecidos e muito bem frequentados. O menino que que aprendeu cedo a arte de fazer sela, é um grande homem que o Cariri, o Ceará e o mundo conhecem e se orgulham.

Por último visitamos o Museu Casa de António Jeremias Pereira, que foi inaugurado no dia 27 de abril desse ano. Ele conta a história de criação do munícipio de Nova Olinda, tendo como ícone o seu criador. A coleção de referência resgatada, classifica uma reserva técnica e expõe fatos, documentos, utensílios pessoais e mobiliário domésticos, que fizeram parte da história de Antônio Jeremias Pereira e família. Seu acervo é distribuído em três salas. No corredor é exposto o acervo referente a história da família Jeremias Pereira. Na sala de visita a história política do município, e a sala de jantar reúne utensílios, documentos e o mobiliário antigo que compunha a casa originalmente.

Essa aula de campo serviu muito para mostrar como esses pontos e algumas pessoas são importantes na história e na origem da cidade, e como é preciso entender mais sobre nossos antepassados, as mudanças e a nossa história.

Aliciane Ferreira Lima
Edificações – 1ºD

Antonia Brisa Firmo de Almeida
Digitação do texto

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário! Siga o nosso Blog e veja as principais notícias da EEEP Wellington Belém de Figueiredo.