A alegria não chega apenas no encontro do achado, mas faz parte do processo da busca. E ensinar e aprender não pode dar-se fora da procura, fora da boniteza e da alegria. Paulo Freire

sexta-feira, 23 de maio de 2014

A Copa do Mundo é nossa?


FOTO - Profª Lucélia Muniz
A favor:
O futebol tornou-se uma das maiores culturas do mundo. Hoje em dia, as pessoas mais ricas, são os jogadores de futebol. Eles são reconhecidos pelo mundo todo, ganham milhões de reais apenas para expressar seu talento e ajudarem seu clube.O Brasil é um país conhecido como berço do futebol, daqui saíram grandes craques (Pelé, Ronaldo e atualmente Neymar). E agora o ano de 2014; um ano esperado por muitos, o Brasil está se ampliando para receber os maiores craques do mundo e as melhores seleções! Como muitos falam: “Esse ano a copa do mundo é em casa”.Gastaram-se milhões, trilhões de reais, em reforma dos estádios (a causa de várias discursões no Brasil). Agora, estamos exatamente a um mês da copa do mundo, onde muitos fazem contagem regressiva (os comerciantes, hotéis e etc). 
Contra
Diante de todas essas coisas boas (a alegria de ver a seleção jogar), tem vários pontos negativos. Algumas prefeituras desviaram verbas que eram destinadas aos estádios. O governo decidiu entrar com ajuda para terminar os estádios à tempo, para isso tiveram que pegar dinheiro de verbas que eram direcionadas para a: educação, saúde e segurança. Isso fez com que muitos da população se revoltassem sobre a copa, aliás, estamos pagando por algo que não vamos receber em troca. Pois como questiona o Deputado Romário: “O futebol vem principalmente das classes baixas, porém, eles não podem ir aos estádios porque eles não têm condições de pagar os ingressos.” O que ele quis dizer, é que deveriam reajustar o preço do ingressos, devíamos olhar por todos . Os hospitais, são 24 horas cheios de pacientes nos corredores, esperando atendimento. A segurança está fraca! Por exemplo, no município onde moro (Santana do Cariri) os policiais não têm transporte para fazer a segurança da cidade. Na área da educação, temos escolas caindo aos pedaços, sem materiais, merendas e etc.
O que eu acho sobre a copa?
Vai nos trazer muita alegria, não podemos mentir que diante dos jogos não estaremos comemorando. Mas, e depois da copa? E se nós perdermos a copa? E o nosso futuro? E a nossa saúde? E a nossa segurança?

Ana Vívian Sisnando
Curso de Edificações

Um comentário:

Obrigada pelo comentário! Siga o nosso Blog e veja as principais notícias da EEEP Wellington Belém de Figueiredo.