A alegria não chega apenas no encontro do achado, mas faz parte do processo da busca. E ensinar e aprender não pode dar-se fora da procura, fora da boniteza e da alegria. Paulo Freire

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Livro mais lido do Mês de Novembro

A marca de uma lágrima de Pedro Bandeira

Isabel é uma menina de 14 anos como outra qualquer passando pelos conflitos adolescentes naturais desse período (insatisfação com seu próprio corpo e problemas familiares). Sua vida seria só mais uma na escala de tédio da rotina adolescente se não tivesse sido convidada para participar da festa de aniversário de seu primo, Cristiano. A partir desse momento a vida de Isabel vira de ponta cabeça. A menina se vê encantada por um primo que não via há anos e mergulha em um conflito interno (mais um para ser exata): sua melhor amiga Rosana começa a namorar seu belo primo.
Ah, tormento que eu não posso confessar...
O que eu escrevo é a verdade, eu não minto,
eu declaro tudo aquilo que eu sinto,
e é a outra que teus lábios vão beijar...”
Para manter a paixão, Rosana pede para que Isabel escreva cartas para o namorado. Isabel aproveita o momento e coloca em palavras tudo o que sente pelo primo, de forma que Cristiano namora Rosana, acreditando que ela é quem escreve as cartas.
Bom, se contar mais estrago a surpresa e não quero fazer isso. Mas esse livro foi o primeiro romance que li e me encantei profundamente. Pedro Bandeira criou um romance infanto-juvenil digno de best sellers, pena que muitos não o conheçam.
A obra mostra o conflito adolescente de forma terna, mas intensa. Vemos os sacrifícios feitos por Isabel para manter sua amizade com Rosana e os conflitos que a garota enfrenta. O livro é belo, curto e cheio de romance. Uma boa pedida para quem quer viajar pelo amor adolescente, mas anda sem tempo para ler obras gigantes de 300 páginas em diante.

Profª Luciana França

BIBLIOTECA DA EEEP WELLINGTON BELÉM DE FIGUEIREDO

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário! Siga o nosso Blog e veja as principais notícias da EEEP Wellington Belém de Figueiredo.