A alegria não chega apenas no encontro do achado, mas faz parte do processo da busca. E ensinar e aprender não pode dar-se fora da procura, fora da boniteza e da alegria. Paulo Freire

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Aula de Campo na Trilha do Buriti em Santana do Cariri

FOTO - Lucélia Muniz
A Trilha do Buriti encontra-se na cidade de Santana do Cariri. Ela é constantemente visitada por excursões escolares e turistas. O nome Trilha do Buriti foi dado devido à grande quantidade de buritizeiros: árvore de porte alto e típica de regiões com grande concentração de água. Esta é muito importante para a sobrevivência das pessoas que vivem do extrativismo. O buritizeiro fornece frutos apenas a cada dois anos e seu fruto é usado na produção de doces. O coco babaçu, assim como o buriti, é usado também como fonte de renda para a população que reside no entorno da trilha.
FOTO - Janaína Nobre
A Prefeitura de Santana do Cariri tem uma parceria com essa comunidade no quesito turismo. Esta contribui com um guia turístico e uma organização veiculada a preservação das riquezas naturais locais. Possibilitando ainda, o reconhecimento e a preservação desta região que é constituída por uma floresta de grande porte e densa, abundante em água, com vários córregos e pequenos riachos que cortam a floresta em grandes partes; esses riachinhos são de água potável e cristalina. É lá que se encontra a nascente do Rio Cariús: rio que corta várias cidades, dentre elas Santana do Cariri, Nova Olinda e Farias Brito.
Contanto, ocorre um grande problema com esse rio, nele são depositados dejetos sanitários por todas as cidades que ele passa.
FOTO - Aristóteles Alencar
Nessas cidades, o rio é bastante diferente do que observamos na nascente denominada Nascente da Caipora (onde nasce o Rio Cariús). Porém, cogita-se a existência de projetos voltados para a revitalização do rio. Com isso seria evitado o assoreamento, o aterramento e consequentemente torná-lo permanente novamente, pois atualmente encontra-se perene e com baixo fluxo de água. Devido à grande quantidade de entulhos, no período das cheias o mesmo transborda, causando muita devastação.
FOTO - Jamily Cabral
Thiago Lima Cordeiro
EEEP Wellington Belém de Figueiredo
Curso Técnico em Edificações – 1º Ano “D”

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário! Siga o nosso Blog e veja as principais notícias da EEEP Wellington Belém de Figueiredo.